The End is Near!

11 07 2007

Todos nós morreremos um dia. Isto é fato. Mas a novidade é que já temos data marcada para nossa “morte coletiva”. Anote aí: 21 de dezembro de 2012. Isso mesmo! 2012! Significa que você, leitor, se não morrer por outros motivos antes disso, presenciará o fim do mundo.

The end is nearA data 21 de dezembro de 2012 é uma referência ao final do Calendário Maia. Dia em que chegará o fim da 5ª e última Era da humanidade na Terra. Alguns historiadores acreditam que o grande dilúvio universal e até mesmo o desaparecimento de Atlântida estão relacionados ao final de outras Eras. Alguns eventos astronômicos interessantes também estão previstos para este dia, ou para dias anteriores e subseqüentes, entre eles o eclipse de Vênus pelo Sol, o solstício de inverno e o alinhamento da constelação de Órion e Plêiades.

Há, inclusive, incontáveis cientistas e astrofísicos que acreditam que entre 2012 e 2014 a Terra pode mesmo ter o campo magnético alterado. Uns dizem que pela desaceleração da rotação terrestre, outros por fenômenos como explosões solares ou cósmicas, até mesmo fora de nossa galáxia. Alguns ufologistas acreditam que o fim, na verdade, poderia ser uma catástrofe natural, mas que alienígenas, chamados de Helpers, estão observando-nos, aguardando o dia que a humanidade atinja um nível social ou tecnológico avançado para que possamos conviver em harmonia, e nos ajudariam no dia do juízo final. Há também teólogos que acreditam que o fim não era mesmo no ano 2000 e corrigem a data para 2012. Outras pessoas acreditam que o fim não significa a extinção mas o início de uma nova ordem social.

Resta-nos esperar até esta data e assistir de camarote, seja lá o que for acontecer. Espero que estejam todos errados e que o Calendário Maia volte a se tornar um mistério, agora estacionado no tempo. Mas confesso que adoraria saber que fui um espectador do dia mais importante da história, ou do fim da história, da humanidade.

Deixo aqui a pergunta: Se realmente soubéssemos que o fim está próximo, como você guiaria a sua vida até o dia do fim?

Anúncios




Paparazzo Virtual

19 06 2007

Um dos motivos pelos quais criei este BLog era ter, novamente, um contato com as pessoas. Um local onde os amigos pudessem me encontrar e novas pessoas pudessem me conhecer – se quiser entender melhor isso leia a sessão Sobre. Porém, ninguém encontrará informações pessoais aqui. E por que isso? Para fugir dos Paparazzos Virtuais.

Havia um tempo em que as pessoas não se conheciam, ou achavam que sim, e a vida era a boa. Aí vieram os sites de relacionamento e ela começou a desandar. -O que isto tem de ruim? – Você deve estar se perguntando. Acredite, não quero ofender ninguém com o que escreverei a seguir, mas se você é daqueles que acham que a vida não é possível sem orkut ou fotolog, pare de ler este texto imediatamente. Não é que o orkut seja “o capeta”, mas algumas pessoas utilizam os serviços de relacionamento para fins diferentes dos originais.

Eu cito o exemplo de algumas empresas que começaram a exigir que novos funcionários apresentassem seus usuários de orkut em entrevistas de emprego. Imagine o que seria do mundo se isso fosse uma regra nas empresas de RH! O fato é que as pessoas estão perdendo sua privacidade seja em casa, no trabalho ou em algum namorico por aí. Não estou dizendo que devemos esconder dos outros as coisas que fazemos, apenas acredito que os observadores deveriam ter um bom senso ao olhar.

O grande problema é isso tudo virar fonte de investigação de algo que você não fez. Por que você deveria apagar scraps, de amigos ou amigas, para evitar ciúmes da pessoa com quem você tem um relacionamento – estável ou instável -? Ou o que o seu chefe estaria fazendo no seu fotolog, ao descobrir que você chegou com aquela cara de cansado por causa da bebedeira de ontem, registrada e devidamente publicada na internet? Ou mesmo um psicopata pode escolher suas vítimas, e até mesmo encontrá-las, através de um perfil do multiply. Concordo que a parte sobre um psicopata foi um tanto exagerada.

Todos nós temos a necessidade de omitir ou mesmo de disparar pequenas mentiras algumas vezes – observe que grandes mentiras são uma falha gravíssima de caráter. Isso não nos faz maus ou criminosos. Aí é que entram os Paparazzos Virtuais. Eles reviram seus diários, suas fotografias, comentários, investigam amigos e conhecidos. E o que eles procuram? Inconsistência de datas e eventos, fotos comprometedoras, comentários maliciosos. Procuram discórdia onde antes havia equilíbrio. São pessoas paranóicas ou depressivas. Eles precisam encontrar um motivo para justificar tanta tristeza e desgraça. E esse motivo é você, meu filho ou minha filha.

O negócio é que tudo está lá, para ser observado por seu chefe, sua namorada, seus amigos. E um dia, algum Paparazzo Virtual vai revirar suas coisas e vai encontrar seus segredos mais sórdidos… Inclusive aqueles que nem mesmo você conhecia.